Posts com a tag Santa Rita

Viagem ao Chile com o Pão de Açúcar. Balanço final.

 

Acabo de publicar o último post relacionado à viagem que fiz ao Chile a convite do Pão de Açúcar em companhia do Carlos Cabral e Sra., do Fabio Greghy, responsável pelos vinhos do Club des Sommeliers entre outras coisas,  a querida Juliana Machado da Assessoria de Imprensa do GPA, do casal do blog AmoVinho, Deisi e Gui Cury, e do Christian Burgos da Revista Adega. A foto abaixo que ilustrou meu primeiro post, que foi tirada na nossa chegada, bem mostra a alegria do grupo.

 

Há um balanço a fazer, pois afinal, sempre voltamos melhores depois de qualquer viagem. Meu balanço é o seguinte:

  • O Carlos Cabral é um patrimônio do Mundo do Vinho. O Pão de Açúcar ao ter o Cabral como Consultor de Vinhos, deu um tiro mais que certeiro, pois não é nada comum ter uma pessoa com o prestígio internacional do Cabral, que independe da empresa onde esteja. Cabral é recebido como um amigo, como alguém da família. Isso é resultado de uma vida dedicada ao vinho, ao conhecimento e a uma postura ilibada. Raro mesmo. E o que digo todos pudemos atestar nas quatro bodegas que visitamos.
  • O Pão de Açúcar tem uma importância enorme no mercado do Vinho, pois tem quase 20 milhões de garrafas vendidas anualmente, o que passa dos 12% de todo o mercado Nacional. Isso mostra que o trabalho dos atendentes e a oferta de vinhos está mais que adequada ao mercado.
  • Me surpreendi com a informação de que o Pão de Açúcar sòzinho representa tres vezes o volume de vinho comprado internamente no Chile!Incrível. O Pão de Açúcar hoje vende só de Chile 4 milhões de garrafas/ano!
  • A qualidade e consistência dos quatro produtores que visitamos certamente garante a provisão adequada de rótulos em suas gamas de qualidade com bons preços e adequados ao atual perfil do consumidor brasileiro e trazendo gamas superiores também. Perfeito.
  • Ficou clara a seriedade, a preocupação e e atenção que o Pão de Açúcar dá ao seu ítem Vinho. É importante que chegue ao consumidor este trabalho para que ele se sinta alguém especial e não um simples consumidor do que tem na prateleira. Como disse o Cabral no vídeo abaixo, atrás de um rótulo há muita história a contar.
  • A organização da viagem foi perfeita e tudo funcionou bem em todos os lugares. Parabéns.
  • A escolha de pessoas do grupo foi ótima e certamente quem destoou foi o Didú… rindo demais a todo instante como se fosse um personagem dos Muppets…

Abaixo um vídeo que fiz com o Cabral no Aeroporto antes de nossa volta, aliás meus agradecimentos ao up-grade de lugares na aeronave na volta. Valeu muito para mim. Grazie Amigos. Foi realmente um privilégio para mim. Sucesso. Saúde!

 

Viña Santa Rita

Uma coisa é visitar a Viña Santa Rita, outra é visitar a Viña Santa Rita com o Cabral… você é recebido como alguém da família, e ainda fica hospedado na Casa Real, hoje um Relais&Château.

 

Tivemos a sorte de chegar no dia do vinho e havia uma festa no páteo da bodega. Consegui pegar parte da gravação que o Fabio Graghy estava fazendo…

 

Fomos recebidos com um farto almoço regado a tres vinhos deliciosos e depois seguimos para caminhar um pouco e conhecer alguns aspectos importantes da Viña Santa Rita.

 

Seguimos para o campo com Eduardo Alemparte B. responsável pelos vinhedos da Santa Rita. Gravei com ele no ponto onde se encontrou a casta Carmenère! Um lugar histórico da Viña Carmen, que pertence a Santa Rita e que chega ao Brasil pela Mistral, que inclusive semana passada apresentou sua nova enóloga e eu publiquei aqui. Vale rever.

 

Seguimos para a Casa Real onde fomos degustar diversos vinhos que estão em linha no Pão de Açúcar tanto no Club des Sommeliers como nas gôndolas em seus rótulos originais. Eu também gravei algo lá para vocês…

 

E lá mesmo gravei também o Vinho de Hoje, veja:

 

De lá partimos para conhecer nossos quartos, um espetáculo à parte, vida de Barão… Vejam o cartão que me esperava com uma garrafa de Santa Rita.

 

 

Um super luxo os quartos, as toalhas e roupões todos com estampas bordadas da Casa Real… Muita classe mesmo.

 

 

Mais tarde tivemos um jantar, Vocês sabem que essas viagens você se sente como um ganso no Périgord, com um funil na boca e tomando vinho, comendo delícias, sem parar. É tanta gentileza que sua roupa volta bem justa ao final de poucos dias… Vejam a sala de jantar onde nós jantamos… Impressionante a gentileza do Francisco Morande o Diretor Comercial da Santa Rita que fez questão de nos acompanhar no almoço e no jantar, mesmo sendo um domingo, privando-se do aconchego familiar. Muito gentil.

 

 

Uma visita sensacional onde certamente a relação pessoal do Cabral, amigo da casa há anos, claro que ajudou e muito. Fico grato pelo convite e pela oportunidade. Como digo sempre, o mundo dos parafusos certamente não oferece momentos como estes… Saúde!