Acontece

Deixa saudades meu Amigo Salomão Schwartzman

Meu amigo Salomão nos deixou hoje. Vou sentir tanta saudade. Saudade de seu ótimo senso de humor, saudade de seu Diário da Manhã, diariamente necessário, saudade de sua inteligência, saudade de seu talento, saudade de sua companhia em torno de uma boa taça de vinho, saudade de sua companhia em almoços onde ríamos a valer de tudo e de todos…

Salomão tinha uma inteligência rara e era super bem informado, sair com ele era um prêmio, um aprendizado constante, por sorte gostava de mim e sempre me convidava para almoçarmos, ou combinávamos de irmos juntos aos jantares do Ciro Lilla, onde invariavelmente nos divertíamos muito.

Conheci o Salomão na ante-sala do Pedro de Magalhães Padilha, outro Amigo que se foi, que era então Secretário de Cultura, Esportes e Turismo do Estado de São Paulo. Foi uma empatia imediata e o Salomão foi o responsável por me transformar em um publicitário, lá na década de 70, me levando para trabalhar com ele na Revista Manchete na rua 7 de Abril, onde era Diretor.

Aprendi muito com ele e nos tornamos amigos. Quando me casei com a Nazira, ganhamos do Salomão nossa primeira geladeira, uma Brastemp azul claro. Era comum trocarmos telefonemas quando lembrávamos de algo engraçado do passado. Tínhamos tantas histórias juntos para lembrar nesses 47 anos de amizade.

Mais uma memória incrível que desaparece. Na minha idade você começa a ficar sem os Amigos, vai indo um a um e muitas vezes você até se esquece, pensa em pegar o celular e chamar a pessoa quando se lembra que ela não existe mais… Triste.

Vou guardar sempre na memória esse seu sorriso gostoso. Vá em paz meu Amigo, espero reve-lo, sinceramente.

Comments

comments