Acontece

SPERI o Amarone BIO

Conheço muita gente que não gosta de Amarone por considera-lo enjoativo. Se você está neste grupo, precisa experimentar o Amarone SPERI, um vinho super fresco, com o perfil de Amarone, mas delicado e nada enjoativo. Este produtor estava entre as novidades de Ciro Lilla em seu Encontro Mistral que aconteceu esta semana em São Paulo e Rio de Janeiro com estrondoso sucesso como sempre, afinal o portfólio do Ciro Lilla é de dar inveja a qualquer importador em qualquer parte do Mundo…

A magnífica propriedade da família Speri tem 60 hectares todos biológicos (como chamam os orgânicos na Europa) e seus vinhos são de leveduras indígenas, o que garante o DNA do local. Fiquei feliz em provar seus vinhos. O Speri Valpolicella Classico é uma delícia e vinho perfeito para o dia-a-dia, super gastronômico e fácil, e interessante que além dos 60% de Corvina Veronese e 30% de Rondinella, eles usam 10% de Molinara em seu corte, uva que muitos desprezam. conversando com o Luca Speri, o simpático e entusiasmado jovem que veio apresentar os vinhos, ele disse que a família gosta do tradicional e que essa casta agrega muito frescor e levesa ao vinho. Estou de pleno acordo.

O seu Ripasso é de uma sedução incrível e vinho de elegância e classe com o mesmo corte do classico, apenas em proporções diferentes com 70% de Corvina Verones, 20% de Rondinella e 10% de Molinara, e obviamente com o sistema de Ripasso que consiste em agregar mosto das uvas passitas do Amarone na fermentação do vinho, mas em pequna porporcão, o que lhe confere essa seducão. Vale conhecer.

A grande surpresa secondo me ficou com o Amarone Vigneto Monte Sant’Urbano, por seu inacreditável frescor e elegância. Com as castas Corvina Veronesse, Corvinone, Rondinella e Molinara, o vinho é um convite e um desafio àqueles que consideram o Amarone um vinho pesado e enjoativo. Experimentem.

Gravei com o Luca antes de começar o evento e peço desculpas pela falta de backlight, mas vale ouvi-lo.

Comments

comments