Acontece

Simplesmente Vinho 2019 e o Brasil.

Acabo de voltar do Simplesmente… Vinho 2019 que realizou com brilhantismo, como sempre, um sensacional Salão Off de Vinhos Sinceros, de Portugal e outros locais onde a língua é a nossa Pátria… Já estou com saudades. Não há Didú sem Simplesmente… Vinho.

Neste ano o Brasil foi o grande homenageado e o João Roseira mostrou toda sua elegância, sensibilidade e generosidade com o nosso país.

Ele me pediu um texto para colocar no catálogo do evento, onde escrevi o seguinte:

Nas páginas seguintes do programa, vinha uma apresentação da Naturebas e da Vinha Unna de Marina Santos e seu marido o chef Israel Dedea. A Marina já era para ter ido ao Simplesmente na edição de 2018, mas a gravidez do Benjamin, seu filho mais novo, não permitiu. Este ano ela foi com o Benjamin a tira colo e marcou presença.

Na página seguinte vinha a Naturebas que teria uma Barrica dessa feira irmã que é um espetáculo à parte e única no Brasil:

 

O João Roseira colocou na programação o Pierre Aderne, que programou uma seleção de músicas brasileiras para o evento e inclusive incluiu o fado Saudades do Brasil em Portugal, citado por mim no texto, que muito me emocionou. Foi muito carinhoso e sensível da parte do João Roseira, que se esmerou em promover o Brasil e nosso Vinho Natureba.

Houve também na programação um jantar a quatro mãos com o Israel e o Luis Americo do Typografia Progresso, com vinhos brasileiros e portugueses que logo se esgotou.

Porém, lamentável e inesperadamente a Naturebas cancelou sua participação em cima da hora. Fiquei sabendo pelo João Roseira, tres dias antes. Não houve a Barrica da Naturebas no Simplesmente Vinho 2019 que homenageava os vinhos Brasileiros… nem houve os vinhos do Acir Boroto que estava programado para jantar… foi um vexame do qual me envergonho como brasileiro.

Todos que me encontravam queriam saber da Barrica da Naturebas. Pegou mal e foi injusto com tanto carinho e dedicação do Simplesmente Vinho 2019 com nossos Vinhos.

Mas lidamos com o que é e não com o que gostaríamos que fosse e eu que me preocupo mais com minha consciência do que com minha reputação, pude dormir tranquilo por não ter responsabilidade nisso, embora triste pelo amigo João Roseira e pelo vinho Natureba brasileiro.

Gravei com o João no PROVA, onde aconteceu a coletiva de imprensa do Simplesmente, sempre informal e alegre, quando ele apresentou a Marina, veja:

Por sorte tivemos a Marina com seus vinhos da Vinha Unna. Eu gravei com ela sobre a pergunta que todos faziam, veja.

 

Tenho tanta esperança de ver os produtores artesanais unidos. O Simplesmente poderia ser a ponte dessa união, pois os problemas são idênticos, ausência de apoio dos governos, ausência de apoio das instituições, uma imprensa que prefere procurar defeitos quando deveria procurar qualidades nesses vinhos que estão, uns mais uns menos, a mostrar terroirs e tipicidades que muitos não conhecem…

Poderíamos criar uma Associação Internacional de Vignerons e estarmos unidos para nos manifestar. Há tanto por fazer se estivermos unidos. Mas o Didú é apenas um sonhador pé-franco e biodinâmico…

Bem, meus amigos, tirando essa decepção e frustração, o Salão Off Simplesmente… Vinho 2019 foi um enorme sucesso, com muitas novidades que gravei e mostrarei aos poucos a vocês, prometo. Saúde!!

Comments

comments