Acontece

Concurso Bruxelas Brasil 2018: conheça quem pontuou mais


No início do mês tive a honra de estar mais uma vez entre os 20 jurados brasileiros e estrangeiros do Concurso Mundial Bruxelas Brasil de Vinhos e Destilados 2018, que este ano aconteceu em Recife (PE).

O número de cachaças inscritas foi quase o dobro de amostras de vinhos. Impressionante o bom momento que vive esta bebida nacional. Ela começa a reviver seus áureos tempos de décadas passadas quando tinha prestígio e respeito do consumidor de bom poder aquisitivo.

Degustamos em três dias nada menos que 550 amostras, entre vinhos (180) e destilados (370), que foram divididos em quatro grupos de cinco degustadores. Um trabalho sério.

Dos vinhos, por exemplo, sabe-se apenas a categoria, por exemplo: “Cabernet Sauvignon” que traz apenas a safra, ou “assemblage” e a safra. A qualidade dos vinhos inscritos, principalmente os espumantes, caiu muito de padrão. Lamentavelmente, reprovei vários.

Nosso roteiro era um café da manhã, degustação, almoço e visitas técnicas. Fomos a destilarias da região, que despertaram o interesse dos jurados internacionais. Visitamos a orgânica Sanhaçu e a gigante Pitu. O dia terminava com jantar e cama. Um programa puxado que exige disciplina, pois do contrário o cara cai.

Alguns comentários…

Sobres os destilados, é essencial dizer o seguinte; o correto é degustar-se diluindo a amostra em parte igual de água. Dessa forma suas papilas gustativas podem aguentar mais de dez ou vinte amostras sem perderem a sensibilidade. Não se trata de ter hábito, ser forte ou qualquer bobagem dessas, trata-se de um processo físico. Depois de cinco ou seis amostras de destilado em sua língua, elas estão irremediavelmente anestesiadas. Para o nariz vale a mesma regra, o teor de álcool da bebida pura inibe a sensibilidade de nosso olfato. Enquanto que diluída, tudo fica mais perceptível, tanto defeitos como qualidades. Curiosamente, essa prática de se diluir a amostra em parte igual de água não é hábito dos jurados.

O Concurso Mundial Bruxelas Brasil de Vinhos e Destilados está em sua 16ª edição e o mérito de seu sucesso é todo do casal Zoraida Lobato e Eduardo Viotti, que sabem como poucos organizar essa festa de reconhecimento da qualidade dos vinhos e dos destilados brasileiros.
Gravei um pequeno momento para vocês saberem como foi e uma breve entrevista com o Eduardo Viotti, presidente do Juri.

 

Abaixo a relação dos vinhos e destilados que atingiram a pontuação máxima de duplo Ouro. Veja:

Vinhos:

Quinta do Seival Cabernet Sauvignon  Miolo Wine Group Vitivinicultura S.A

Salton Desejo 2012   Vinhos Salton S/A Industria E Comercio

Espumante Rio Sol Extra Brut Branco Premium  Vitivinicola Santa Maria S.A

Pequenas Partilhas Notáveis da América Cabernet Franc  Cooperativa Vinicola Aurora Ltda

Casa Verrone Speciale Syrah   Casa Verrone

Suzin Espumante Brut 2016   Vinicola Suzin Ltda

Góes Tempos Philosophia Vinho Tinto Fino Seco Cabernet Franc  Vitivinicola Goes Ltda

San Michele Barone Vinho Tinto Seco Fino Nebbiolo  Vinicola San Michele

Casa Pedrucci Millésime Brut 2012  Vinicola Pedrucci Ltda

Destilados:

Licor Fino de Café Bucco    Casa Bucco

Dry Gin WH 48    H. Weber e Cia

Cachaça Companheira Extra Premium Envelhecida 8 anos em barril de Carvalho  Natanael Carli Bonicontro

Unser Schnaps Extra Premium Irmãos Enzweiler e Buchmann

Reserva 51 Carvalho Americano  Companhia Muller de Bebidas

Cachaça Lorena 21 Reserva Especial  Fazenda Berro D’Agua

Cachaça Dom Cabral Prata  Lucimar Raimundo Pinto

Bylaardt Cachaça Premium Envelhecida em Barris de Carvalho Industria e Comércio de Aguardente Bylaardt

Cachaça Vecchio Albano Envelhecida Premium

Vecchio Albano Industria de Bebidas

Cachaça Coqueiro Ouro  Destilaria Engenho D’Agua

Bylaardt Cachaça Extra Premium Envelhecida em Barris de Carvalho

Industria e Comércio de Aguardente Bylaardt

Jungle Gin   Ind. E Com. de Cachaças Quinta das Castanheiras

Tiziu Única  Tonel e Pinga Comércio

Cachaça Reserva do Nosco Envelhecida Marcelo Nordskog

Cachaça da Quinta – Armazenada em tonel de Carvalho  Fazenda da Quinta Agronegócios

Cachaça Velho Pescador Extra Premium 6 anos  H. Weber e Cia Ltda

Cachaça Excelência Carvalho GW Industria e Comercio de Bebidas

Gin Minna Marie London Dry Gin  Microdestilaria Hof

Cachaça Werneck Premium Ouro ECX Cachaças Artesanais

Cachaça Dom Cabral Ouro  Lucimar Raimundo Pinto

Cachaça Capim Cheiroso Cristal Capim Cheiroso Comércio de Cachaça

Cachaça Orgânica Ouro Porcelana por Velho Alambique Ivandro Remus

Cachaça Soledade Balsámo   Fazenda Soledade Ltda

Comments

comments