Casa Marin na Vinci

 

Os vinhos da Casa Marin agora estão na Vinci e a a preços mais baixos. Produtor e Importador estão contentes um com o outro. Hoje Maria Luz Marin que gosta de ser tratada por Marilu, esteve na importadora de Ciro Lilla pela manhã apresentando oito vinhos e ao final um 9º a seu pedido, o melhor tinto secondo me, que era o Syrah do Vale de San Antonio, especificamente em Lo Abarca distante apenas 4 km do oceano Pacífico! Um terroir único. Basta ver esta foto abaixo. Imaginem um Chardonnay aqui!! Mas Marilu não gosta de Chardonnay…

Infelizmente a Casa Marin só usa leveduras indígenas nos Pinot Noir e nos Syrah, como gostaria de ver as próprias leveduras desses vinhedos.

 

 

Nós provamos os seguintes vinhos:

Lo Abarca Sauvignon Blanc 2016  U$ 23,50

Casa Marin Sauvignon Blanc Cipresses 2016 U$ 56,90

Casa Marin Sauvignon Gris 2016 U$ 56,90

Cartagena Gewürztraminer 2016 U$ 56,90

Cartagena Pinot Noir 2015 U$ 35,90

Casa Marin Pinot Noir Litoral 2013 U$ 56,90

Lo Abarca Cabernet Sauvignon 2016 U$ 23,50

Lo Abarca Carmenère 2016 U$ 23,50

Cartagena Carmenère 2015 U$ 12,90

O meu predileto está lá em cima, foi o Sauvignon Gris, que é muito fino com untuosidade, estrutura e frescor, um vinho que mereceria um trabalho dos Sommeliers pois tem uma rara versatilidade em harmonizar pratos mais encorpados como vitelas por exemplo, onde se imaginaria um tinto. É preciso trabalhar isso, pois o vinho merece e os consumidores também.

Eles também têm um Riesling maravilhoso que hoje não foi servido. Seu Sauvignon Blanc Cipresses já era conhecido nosso e de muitos, um espetáculo à parte, mas há muitos ótimos Sauvignon Blanc no Chile, Sauvignon Gris não… daí minha preferência.

A pedido dos importadores brasileiros e ingleses a Casa Marin criou uma nova linha de entrada denominada Lo Abarca, como marca mesmo e não referente a vinhos daquele terroir, pois há vinhos de Colchagua, como o Cabernet Sauvignon e os Carmenère que eles compram de terceiros mas supervisionam o vinhedo. São bons, embora distantes dos grandes Casa Marin. Normal, era de se esperar como em qualquer linha de vinhos de entrada.

Marilu nos surpreendeu com um excepcional Syrah de Lo Abarca de babar com um incrível frescor e complexidade de vinho de muita qualidade mesmo. Um show.

Vem novidades por aí, como por exemplo um Garnacha (45%) com Syrah (55%), e depois um Garnacha 100%. e ainda um Espumante de Riesling. Aguardemos. Também soubemos da iniciativa de um eno-turismo na Casa Marin com 12 habitações. Bacana, é o futuro do vinho: Enoturismo e vinhedos sustentáveis. Eu gravei alguns momentos da Marilu hoje, veja:

 

 

Tagged: , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário