Acontece

Como pensa e age o Ser Humano…

As escavações na Georgia, no Caucaso, mostram que o homem já produzia vinho em 8 mil a/c !! Ou seja, faz 10 mil anos que temos contato com o vinho.

 

 

O adubo químico NPK (Nitrogênio, Fósforo e Potássio). surgiu depois da 1ª guerra quando Justus von Liebig descobriu que a nutrição vegetal é feita por meio dos elementos minerais do solo e, baseado nos estudos de Fritz Haber, com a síntese da amônia, criou o adubo químico, o NPK. As plantas precisam que o nitrogênio se fixe em suas raízes para crescer. Isso só é possível com os raios de chuva ou com a ação das raízes de gramíneas e leguminosas (feijão, a lentilha, a ervilha, a fava, o grão de bico, a soja). A descoberta do NPK vinha resolver um problema de produtividade.

 

 

A notícia foi tão importante que Fritz Haber ganhou o Nobel de Química em 1918 pela contribuição à garantia do alimento ao mundo e a sobrevivência do ser humano!…

 

 

 

O que ninguém poderia imaginar era que a quebra do equilíbrio ecológico gerado pela ação do adubo químico, geraria o surgimento de fungos, de ervas daninhas e de pestes. Assim surgiram os fungicidas, os herbicidas, os pesticidas e a terra se tornaria praticamente improdutiva sem o uso desses e inúmeros outros produtos químicos. Como alguém em uma UTI funcionando com tubos nas veias. Ou seja, a mesma indústria que criou o adubo químico, gerou desequilíbrios e remédios para esses desequilíbrios, transformando a agricultura em refém de seus produtos.

 

 

Não é por outro motivo que recentemente a Bayer comprou a Monsanto por U$ 66 bilhões!!! Uma gera doenças e outra vende remédios…

Ora, o mundo produziu vinho durante 9.900 anos sem precisar de produtos químicos, mas hoje é refém desta indústria? O que há de sensato nisso?!

Comments

comments