Pendências do caso Zenker

O caso Eduardo Zenker, assista ao vídeo, carece de diversas explicações e muitas coisas precisam ficar bem claras ao consumidor brasileiro.

 

  • O Zenker não foi punido por estar em desacordo com a lei. Afinal, certamente mais da metade dos produtores pequenos brasileiros, para ser bem otimista, estão irregulares. Basta ler as exigências do que o MAPA chama de “Boas práticas vinícolas” e visitar 90 % dos produtores e ver. O Zenker foi punido por pessoas invejosas que se sentiram feridas em sua incompetência e incapazes de ver o sucesso alheio, afinal, ele foi destaque no Descorchados, foi destaque em um Globo Rural e outros programas. isso incomoda invejosos.
  • A inveja é tão grande que na ocasião do programa da Rede Globo, foi pedida a cabeça do Diego Bertolini, Diretor de Marketing (que merece minha admiração, diga-se, por seu empenho sincero pelo vinho brasileiro). O próprio Ibravin que se ufanou de ter conseguido a façanha, logo emitiu uma nota se esquivando de qualquer responsabilidade a respeito. Na verdade essa pauta saiu da Enoteca Saint Vin Saint que como disse o programa é um verdadeiro quartel general dos vinhos Naturebas.
  • O Zenker, como qualquer produtor artesão de qualquer produto no Brasil, não apenas o Vinho, não tem como se regularizar com uma legislação voltada para a indústria e completamente ignorante das normas artesanais que acontece no Mundo todo, menos aqui. Isso é tão brutal, que um produtor de queijo é obrigado por lei a pasteurizar seu leite, ou seja, matar suas leveduras, para depois adicionar alguma levedura qualquer que não é de lá, matando seu DNA, sua personalidade e seu sotaque, por que o Estado não tem como fiscalizar sanitariamente todos os produtores!!!!??? Heim? Como? Pois é assim mesmo, acreditem.
  • A principal entidade do Vinho no Brasil, o Ibravin, havia orientado o Zenker e outros produtores artesanais na mesma sugestão que esperassem pelo Simples, pois eles mesmos viam que não tinha saída melhor dentro das possibilidades, mesmo a divulgada conquista da regulamentação do Vinho Artesanal, é uma grande piada, pois exige 70% de uvas próprias, e venda apenas na cantina ou feiras regionais… uma piada.
  • O Simples para o Vinho finalmente acabou saindo (mérito principal do Ibravin e bancada de parlamentares), entra em vigor em janeiro de 2018, mas carece de normas para esses produtores, pois elas continuam as mesmas dos grandes produtores industriais. O artesão não é um industrial e com essas normas não consegue se enquadrar. Como está é outra piada.
  • O mesmo Ibravin, na pessoa do seu Diretor Executivo Carlos Paviani, se isentou de defender o produtor artesão, lavou suas mãos e negou-se a mandar uma nota a imprensa e ao MAPA dizendo que haviam sugerido a ele a espera do Simples. Isso amenizaria e o ajudaria em sua defesa. Eu mesmo fiz esse pedido ao Paviani por telefone e ouvi a negativa, sob a justificativa de que não tinha autonomia para tal e que verificou que quando eles disseram isso, o simples ainda nem tinha sido aprovado. Ou seja, o Ibravin sugeriu aos artesãos que esperassem por uma lei que não tinha ainda sido aprovada?!? Como?!?!? Alô?
  • Fontes ouvidas garantem que dos tres denunciantes, um é vendedor de produtos químicos, grande e conhecido, produtos que artesãos não usam em hipótese alguma, e os outros dois são produtores conhecidos, um diretor do Ibravin e outro da Embrapa. Estarrecido, comuniquei o fato, ao Ibravin que nega e diz desconhecer. Tanto o Diego como o Paviani.
  • As mesmas fontes garantem que o fato já era esperado pois uma pessoa muito próxima ao Diretor Executivo do Ibravin, Carlos Paviani, amigo pessoal, foi quem os alertou da denúncia. O mesmo Paviani também diz desconhecer o fato.
  • Vamos aguardar os próximos passos. De minha parte estou muito triste de ver colegas denunciando colegas que estão fazendo seu trabalho com vontade e sinceridade. Uma vergonha que não tem um adjetivo que contemple tudo o que representa. Espero que a verdade apareça. Até lá me junto ao grupo dos que estão tentando ajudar o Zenker a viver e continuar com seu talento que como o de outros artesãos deveria estar sendo preservado e não atacado covardemente.

Tagged: , , , , , , , , ,

Deixe um comentário