A Importância do FOCO

Captura de Tela 2015-10-29 às 10.58.50

 

Ontem, estive a convite do Deco Rossi, com outros Sommeliers e Colunistas de Vinho, num agradável encontro com o simpático inglês Phil Crozier, da rede de restaurantes Gauchos.

 

Captura de Tela 2015-10-29 às 10.59.31

 

 

Por alguma razão inexplicável, o vídeo que gravei do Phil, com cerca de 15 minutos, cismou em não baixar para o meu IMovie e depois de diversas tentativas me rendi ao fato que não conseguia e pronto. Lamento, pois gostaria de ter as palavras dele mesmo para vocês, como de costume, mas dessa vez não deu. Sorry.

Para quem não sabe a respeito da importância do Gauchos que tem 14 unidades pelo mundo, ele é um Restaurante focado na cultura Argentina, só serve Carne Argentina e Vinhos Argentinos. a única concessão são Chamapgnes, mas tem Espumantes Argentinos também.

O negócio é enorme, basta ver seu staf no site, onde Phil Crozier aparece as Wine Director. Abaixo foto do Gauchos em Dubai.

 

gaucho-dubai

 

Esse grupo de empreendedores se apaixonou pela Argentina e viu aí uma oportunidade de FOCO.  como se sabe, FOCO nos negócios não é tão comum como deveria ser. Quando você tem uma proposta clara do que faz, você economiza muito em muitas coisas. No caso do Gauchos, eles juntaram a carne Argentina, que já foi mais famosa do que é, com o sucesso mundial de seus vinhos desde a década de 90 para cå e agregado ao fator cultural, pois no mundo ainda é pouca gente que sabe exatamente quem é quem na América do Sul. Abaixo foto do Gauchos em Londres.

 

dim-t(p-restaurant,88)(c-0)

 

” Secondo Me”, o sucesso de Gauchos, que não conheço in loco, é muito mais pelo FOCO do que por ser vinho Argentino. Acho que o mesmo aconteceria com Uruguay por exemplo, até mais exótico por ser mais inusitado ainda.

São nada menos que 300 vinhos de 65 bodegas e Phil foi bastante inovador em seu conceito de Carta de Vinhos, pois como ele mesmo diz, é mais fácil vender latitude e altitude. Ele diz ao Cliente: “Escolha uma uva e escolha uma Região”…

Outra coisa, em lugar de agrupar por castas ou por produtores, Phil oferece por exemplo “Os Pioneiros” ou ” A Nova Geração”.  Abaixo outra foto de=o Gauchos em Londres.

 

Gaucho-Tables

 

É sucesso absoluto, depois, confirmando o que sempre disse, que para se vender um vinho, basta contar uma história.

Phil adora a Argentina e conhece os produtores todos que comercializa e visitou a todos eles, assim tem sempre algo especial a contar sobre eles. Seus olhos brilham ao falar do irmãos Michelini, o que me fez gostar ainda mais de Phil, que sabe ver o verdadeiro no falso.

É apaixonado pelo que faz e com olhar brilhando diz que seu sonho é que um dia entre um Cliente e diga: ” Gostaria de provar um vinho de Altamira…” Bem, este é o sonho de todo produtor de um país de novo mundo…

Fica a lição e uma dica oportuna para os empreendedores brasileiros FOCO. Ah, sim, um detalhe, o Gauchos vende por ano nada menos que 375 mil garrafas de vinho Argentino.

Tagged: , , , , ,

Deixe um comentário